quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Despedida da SGPC



Exmo. Sr. Dr. Otto Teixeira Filho, DD. Chefe de Polícia Civil

Exmo. Sr. Dr. José Arcebispo da Silva Filho, DD. Superintendente Geral de Polícia Civil, autoridades essas em nome de quem cumprimento a todos os integrantes do Conselho Superior de Polícia Civil, aos demais colegas, incluindo Detetives, Escrivães, Peritos, Carcereiros, enfim a toda classe policial e amigos que aqui se fazem presentes.

Diz um grande amigo meu filósofo boêmio da noite de Belo Horizonte, que me permitam aqui nesse momento declinar o seu nome, mais conhecido como CATÚ ou Carlos Renato que “o orador deve falar de pé para ser visto, alto para ser ouvido e curto para ser aplaudido”. Vou ser o mais sucinto possível nesse momento de grande importância na minha vida profissional quando é inaugurado o meu retrato em uma galeria de ilustres colegas da mais alta estirpe.

Em fevereiro desse ano fui guindado ao cargo de Superintendente Geral de Polícia Civil, uma das mais altas honrarias que um policial poderia receber, através de um convite honroso de meu colega de turma, Dr. Otto Teixeira Filho. Aqui pude perceber as dificuldades do cargo e imagino o que esteja passando o meu colega e principalmente amigo, Dr. Arcebispo, dado as diversidades de problemas que tem de ser resolvidos todos os dias.

No período em que aqui permaneci procurei dentro do possível atender a todos aqueles que precisavam de meus préstimos, é claro que não pude atender a todos, mas sempre procurando atender em primeiro lugar a Polícia Civil, não deixando, no entanto de ver as dificuldades do policial e caso fosse possível atendê-lo da melhor forma.

Foi uma experiência incrível que infelizmente não pôde ter uma continuidade devido a diversos fatores, sendo o principal o problema de saúde decorrente de meu acidente em 1997 além de outros que vieram a se somar durante todo esse tempo.

Já quase com a publicação de minha aposentadoria, que deverá ocorrer nos próximos dias, fui ainda brindado com um reconhecimento nas cidades onde comecei a minha carreira policial, em Guaxupé como Escrivão de Polícia e Alterosa como Delegado de Polícia, onde receberei ainda essa semana o título de cidadão honorário das mesmas.

Concluindo, espero e acredito ter deixado não apenas colegas, mas principalmente amigos durante a minha trajetória profissional, amigos estes que agradeço a ajuda que recebi e que me propiciaram essa escalada vitoriosa. Agradecimento esse extensivo a minha esposa, meus filhos, meus pais e irmãs, e que culmina, repito, minha trajetória profissional, com o dia de hoje, na inauguração do meu retrato que ficará nesta galeria de outros colegas que me antecederam, fizeram história e dignificaram a nossa Polícia Civil.

Muito obrigado.


Elson Matos da costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário